Teorema do Macaco Infinito

Posts Tagged ‘Tolkien’

As principais reclamações dos fãs na trilogia O Senhor dos Anéis

Posted by Paulo Artur em março 17, 2009

Ontem, eu estava falando com dois colegas que os fãs mais tolkienianos do Senhor dos Anéis, na época dos filmes, esculhambaram os filmes apontando diversas discrepâncias, distorções, infidelidades, descaracterizações e outras coisas. Como Senhor dos Anéis é, hoje, um modelo de adaptação bem-sucedida, talvez ninguém se lembra das brigas e xiliques dos fóruns. Eu ainda não encontrei, na verdade nem procurei, as resenhas da época (teve sites dedicados aos fãs de Tolkien que chegavam a enumerar cada cena não descrita nos livros como “infidelidade”), mas aqui vão algumas das principais reclamações que eu lembro:
A Sociedade do Anel
– A união do Pippin e Merry ao Sam e Frodo extremamente forçada e até sem sentido.
– Transformação do Pippin em alívio cômico imbecilóide.
– O Boromir dava na cara muito fácil de que iria ser corrompido, a ponto de não causar empatia com o espectador.
– O casal Aragorn e Arwen ficou muito escancarado.
– A cena da Arwen no lugar do Glorfindel.
– Aragorn deveria ser mais moreno e Legolas teria cabelos escuros* no livro.  (*Não encontrei nenhuma indicação disso no livro, pode ser que o fã xiita tenha confundido com o Boromir, cuja descrição é feita logo em seguida e este, sim, tem cabelos escuros).
– Galadriel parecendo mais uma bruxa quase vilanizada.
– Aragorn ter deixado o Frodo partir sozinho para Mordor.
– A importância supostamente exagerada do Aragorn. Como um disse “A mensagem do livro original é até mesmo as menores criaturas seriam capazes dos mais grandiosos feitos, enquanto a mensagem deste filme é até mesmo as menores criaturas, se forem ajudadas por um cara fodão e metido a galã de cinema, seriam capazes dos mais grandiosos feitos.“.
– Cadê a Anduril?
As Duas Torres
– Transformação do Gimli em alívio cômico.
– A personalidade do Faramir ser descaracterizada com ele “malvado”.
– Atitude, supostamente, sem sentido dos Cavaleiros de Rohan liderados pelo Éomer. No livro, eles passam páginas e mais páginas discutindo com o trio do Aragorn até confiarem neles. No filme, foi tudo tão rápido que um resenhista brincou que o Éomer deveria ter dito “Muito bem, forasteiros, eu não conheço vocês e nem confio em vocês, além de estarmos em tempos de guerra, mas estão aqui dois cavalos que temos sobrando e tomem que agora é de vocês.
– Elfos no Abismo de Helm. Esse foi o quesito em que os fãs mais bateram. Como disse um resenhista da época (a partir de agora, sempre que eu colocar uma frase em aspas é algo que eu li em fóruns e sites tolkienianos na época ou depois) “Peter Jackson transformou a Última Aliança na Penúltima Aliança“. Os fãs reclamam porque, supostamente, ia contra uma das principais características da obra que é o cansaço dos elfos em viverem na Terra Média.
– Gandalf macumbeiro exorcizando o Theoden.
– Legolas excessivamente fodão. “De quem é a culpa do Gandalf exorcista? E do Faramir do mal? E do Legolas snowboarder radical? Peter Jackson!!!
– A personalidade do Theoden e do Barbavore sendo hesitante quase a beira da covardia para aumentar a importância do Aragorn, Pippin e Merry.
– Terem colocado o nome de um dos maiores reis da história de Rohan, Brego, no CAVALO do Aragorn. O cavalo se chamava Hasufel no livro. O problema não foi a troca do nome do cavalo, mas o fato de que alguns fãs acharam que pôr o nome do filho de Eorl, que construiu Meduseld, em um cavalo foi meio sem propósito.
– A “morte” de mentirinha do Aragorn. Como até brincou o Jovem Nerd, na versão resumida das Duas Torres, Theoden: “Onde está lorde Aragorn?“;   Eowyn: “Foi levado.“; Theoden: “Por quem?“;  Eowyn: “Peter Jackson“.
– A ausência do desafio do Aragorn no final da batalha do Abismo de Helm. “Eles poderiam ter cortado os elfos, cortado as cenas da Arwen, cortado até mesmo a entrada do Scadufax, mas não poderiam cortar o desafio do Aragorn. Foi o golpe psicológico que decidiu aquela batalha!“.
– Cadê a Anduril?
– Aliás, dá uma olhada na versão resumida das Duas Torres lá no site do Jovem Nerd. Eles zoam com as principais infidelidades.
O Retorno do Rei
– Ausência dos Dunedain, dos filhos do Elrond, do Principe Imrahil e outros personagens que apareceram apenas no terceiro livro.
– A vida da Arwen estar dependente do destino do Um Anel. O momento mais WTF? da trilogia para alguns fãs.
– Importância exagerada dos Mortos.
– Legolas excessivamente fodão. (Sim, teve fãs que reclamaram da cena do Olifante…)
– Excessiva vilanização do Denethor e uma descaracterização de sua morte. “Em vez do Denethor se suicidar, ele foi assassinado pelo Scadufax“.
– Personagens aparecendo aparentemente sem razão de ser em alguns momentos. “E então Gandalf, carregando Pippin consigo Peter-Jackson-sabe-lá-porque, parte para o resgate das tropas de Faramir“.
– Aragorn chegou com os fantasmas, venceu a batalha e tomou conta do pedaço sem ninguém reclamar, sem ninguém questionar, sem ter nem que dizer que era o herdeiro de Elendil. Os fantasmas foram mais exigentes que os gondorianos.

Por enquanto, eu só lembro dessas por alto. Depois eu procuro mais. Eu editei algumas, pq, convenhamos, o fã sério de Senhor dos Anéis que reclama da ausência do Tom Bombadil merece um pedala na cabeça pra largar mão de ser xiita… Agora, tão legal quanto as reclamações dos fãs, eram os boatos e os medos dos fãs antes dos filmes:

– Participação da Arwen na batalha do Abismo de Helm e que ela acompanharia a Sociedade a partir dali. Alguns até se recusavam a chamá-la de Arwen, rebatizando de Xenarwen.
– Peter Jackson chegou a dizer que Sauron apareceria na batalha no Portão Negro e enfrentaria Aragorn, pois “seria estranho uma trilogia onde o grande vilão não aparece em nenhum momento”. Os fãs caíram matando e a cena não apareceu. Há quem diga, embora eu não tenha lido nada confirmando, que o Troll que quase mata o Aragorn na batalha foi uma reedição da cena, colocando o Troll no lugar do suposto Sauron. Eu vou ver se encontro a matéria do Omelete em que o Peter Jackson fala sobre isso.
– Não-fãs de Tolkien e Babacas em Geral enchendo o saco para que mudassem o nome das “Duas Torres”, alguns acusando o Peter Jackson de estar querendo se aproveitar para faturar em cima dos atentados de 11 de setembro e da associação com o World Trade Center e outros dizendo que eram para “proteger” as pessoas mais “sensíveis”. Em entrevista, Peter Jackson disse que isso foi um trote em que alguns veículos de comunicação caíram.
– Em entrevista, Peter Jackson disse que, durante a produção do filme, a pergunta mais esdrúxula que um fã fez a ele foi se era mesmo verdade que ele transformaria o Sam Gamgi em “Samantha”, para que fosse possível fazer um casal entre ele e o Frodo…

Para encerrar, duas curiosidades sobre tentativas anteriores de se fazer adaptações do Senhor dos Anéis.

– Os Beatles queriam fazer um filme do Senhor dos Anéis! Com John Lennon como Gollum! Boatos diziam que até queriam Stanley Kubrick como diretor…
– Tolkien recusou que fizessem uma adaptação do livro depois que viu desenhos da produção em que os orcs usavam penas de galinhas (!) e um produtor disse a ele “Tem Hobbit demais nessa história! Devíamos matar uns dois ou três!“.

Posted in CINEMA E SERIADOS | Etiquetado: , , | 1 Comment »